Memórias da Madrinha de uma Gueixa - 芸者

Meninas! No dia 15 de outubro serei madrinha de casamento da Camila, irmã do meu noivo... a cerimônia será na Igreja Nossa Senhora de Nazaré e a recepção no Maison Chantall. Fiquei muito feliz pelo convite mas estou um tantinho frustrada também... Eu explico: é que eu queria ser uma madrinha super participativa sabe, daquelas que ajudam em tudo e organizam o Chá de Lingerie mais divertido de todos... mas esse não é o estilo da noiva. Ela tem minha idade e é super séria, discreta... quase não fala do casamento, mal pede a opinião da mãe, apesar de ser vísivel a alegria dela do Ênio, o noivo!
Aí eu respeito, não fico forçando sabe!? É o jeito dela e a vontade da noiva acima de tudo... Mas que eu queria fazer um super Chá de Lingerie surpresa ah, isso eu queria! Rs! Nem Chá de Panela ela vai ter, a minha sogra falou que japonês não gosta de fazer essas coisas, porque parece que está pedindo, coisa da cultura deles, que eu entendo e respeito... Mas já falei pro noivo: "Tu é japonês mas mora no Brasil, nosso casamento é brasileiro, vou ter Chá de tudo, ham!" A louca! Mas ele concorda, rs!
Outra coisa interessante dessa japonesada é que eles quase não dão presente, dão um envelope com dinheiro, que os noivos decidem como gastar.
Eles também dão esses envelopes quando algém está doente, ou quando morre um familiar. Os envelopes vêm com alguns escritos em japonês e o nome de quem deu, e manda a etiqueta dos "zóipuxado" que quando for o casamento, doença ou morte de quem deu o envelope aquele que recebeu primeiro não pode dar um valor menor do que recebeu! Vixi! Estamos lascados, rsrsrs, quando meu noivo sofreu um acidente jogando beisebol em abril desse ano e quebrou 8 dentes (sim, 8 dentes! Um inclusive saiu inteiro com raiz e tudo!) recebeu vários envelopes... Mas falando sério, apesar de achar meio frio o jeito deles, admiro muito a solidariedade e a união que eles tem uns com os outros...
É isso, sou uma madrinha feliz e contida! Rs!

16 comentários:

Larissa Pereira de Castro disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Larissa Pereira de Castro disse...

Oi Lud!
Tudo bem, mocinha?
A cultura deles é realmente bem diferente mesmo! Eles são muito discretos e 'na deles'. Temos que respeitar, pois não existe nenhuma cultura superior a outra, são apenas diferentes!
Tem que aceitar a decisão da noiva, mas deixe claro para ela que, se mudar de idéia, você estará lá para ajudá-la. :)
Quanto tempo falta para o casório? Às vezes ainda dá tempo de ela mudar de idéia... quem sabe!
Tudo de bom pra vc e boa semana.
Bjim,
La

http://casamentolace.blogspot.com

Dani disse...

rsrssr
adorei o seu relato...rsrs
entendo sua cunhada...melhor fazer do jeitinho dela...se não pode ficar chateada com vc...
rsrsrs
bveijo

Marta Helena ღ * disse...

Pq não podemos voltar no tempo???
Te dei a missão errada!!! =}
Hahahahahaha...
Saudades!
Beijos!

Laís Marques disse...

Adorei a forma como vc descreveu sua cunhada.
Deve ser maravilhoso ver o outro lado de uma noiva o oposto de nós...

:D

beijos Lud linda...
até mais...


http://2011anoquesonhei.blogspot.com/

** Marii ** disse...

Oi Lud! É, são bem diferentes meeesmo! Mas como tudo na vida, tem seu lado positivo! O melhor é respeitar as decisões dos noivos, neh! Rs..
Bjoks e ótima semana!!

**Marii** - http://taosonhadocasorio.blogspot.com/

Paula Batista disse...

Difícil ser contida nessas horas, né?? hehehe
Mas eu acho que um chá de lingerie surpresa de repente poderia ser uma boa!! Já que ela não gosta de "pedir" coisas, sendo surpresa não teria problema!!

bjosss

Thairane Silva disse...

Cada cultura é unica e sempre deve ser respeitada.

Quanto ao chá surpresa pergunta pra um e pra outro mais próximo o que acha, algumas pessoas não gostão de surpresa. Mas se for poucas pessoas bem chegadas que montam um coisa simples em casa mesmo, não tem como ficar chateada, já fizemos assim para uma noiva que não queria essa coisas e ela adorou.

Nossa 8 dentes no baisebol, fiquei com dó do noivo, eu quase perdir um bricando de bete e sofrir horrores.

Chininha disse...

Achei ótimo o seu relato......tenho uma amiga assim também, que tb é japonesa. Ela trabalha comigo, mas todos do serviço só ficaram sabendo do casamento no dia em que ela entregou os convites.

Abçs

http://atrasdocasamento.blogspot.com

Lu disse...

Realmente são bem diferentes mesmo, e nós temos que respeitar a cultura deles, quem sabe ela ainda mude de ideia com relação a um chá mais simples sem muita gente.

Beijos e com relação ao vô ele é tudo de bom mesmo muito fofo

Thalita disse...

Pra que já tem casa montada, acho interessante a opção do presente em dinheiro! Eles teram infinitas possíbilidades para usá-lo.

Mas também acho que ela poderia fazer um chá mais simples, só com as amigas mais intímas e familiares mesmo! Claro que só mulheres, pra ela ficar mais à vontade!

Beijo =)

Marcela Lima disse...

Ai q chato isso, né? Td bem q é o jeitinho dela e vc deve respeitar, mas brasileiro é tãoooo diferente! haha
No casamento do meu cunhado, o chá de panela foi um saco tb.Eles convidaram só os padrinhos e não teve nada. Nem música! Brincadeira então, nem pensar.
Não teve chá de lingerie, despedida de solteira, nada...rsrsr
No meu eu quero tudo! Td é motivo pra festa. Vou ser madrinha de um casório em fevereiro e quero aprontar todas tb! Ainda bem que a noiva é festeira, como eu hehehhe
Bjksss

Paulinha disse...

Florzinha q coisa, hein? Eu tb ñ quero chá de panela, mas de lingerie pra brincar com as amigas... aaaaaaaaah esse eu quero., rsrs
Adorei saber um pouquinho dessas tradições, pq vou ficar longe de qualquer japonês pra ñ correr o risco. rsrs Bricandeira. Acho q coisa mais linda o jeitão deles, mas do jeito q eu falo d+, acho q ñ seria muito quista. rsrs
Beeeeeeeeeeem vinda ao meu cantinho, flor! E já estou te seguindo!

http://www.socorrominhairmavaicasar.blogspot.com/

Rebeca disse...

Obrigada pela visita, Ludmila. essas diferenças culturais são engraçadas mesmo, mas o que podemos fazer a não ser respeitar, né? Esse negócio de dar envelope com dinheiro acho que é de várias culturas. Nos casamentos americanos acho que eles fazem isso também. Bjos.

Driii e Diii disse...

Oi Lud ... sou mestiça e minha família não tem disso não, feliz ou infelizmente, né? É bem isso que vc falou: tenho descendência japonesa, mas sou brasileira, nasci aki !! Além disso, minha mãe é descendente de italianos, então imagina a confusão na minha mente ... rsrsrs !!
A questão é que eu AMO chás e festas, e tudo que tenho direito no meu super dia ... não quer organizar meus chás, não?? adoro uma farra, hehehe !!

Bruna Reis disse...

Olá Ludmila. Muito Obrigada.
Adorei sua visita!
bjs

Postar um comentário