Ato 4: Entenda, eu não quero estar apaixonada...

Meninas, ele ligou e não me deu chance nenhuma de dar o meu fora educado e direto. Pois ele não me azarou, não chamou para sair, não ficou de elogios gratuitos... nada! A gente conversou sobre um monte de coisas e a conversa fluiu de um jeito tão fácil que parecia que nos conhecíamos há tempos! Ele me falou que jogava beisebol e eu achei muito engraçado... quem joga beisebol? Depois descobri que os outros japoneses jogam! Pois é, nessa conversa toda eu nem dei fora nenhum... e depois ele ligou de novo, e de novo e de novo... e só depois de um tempão ele me chamou para tomar um açaí... eu disse que ia e desmarquei, disse que ia de novo e desmarquei de novo... Até que aceitei, não desmarquei e fui! Tomamos o açaí e quando ele foi me levar em casa - jurando que a gente ia conversar no carro - eu falei assim: "então tchau, vou entrar, porque é perigoso ficar conversando dentro de carro, pode ter assalto e eu não quero ser mais uma nas estatísticas. Tchau". E fui. Ele ficou lá pensando... "essa menina é doida..."
Várias outras vezes ele me chamou pra sair... algumas eu fui, mas não ficamos... no dia que ele tentou me beijar pela primeira vez eu não deixei e abri o jogo.
Desde as nossas primeiras conversas eu vi que ele era um cara gente boa, eu sou muito sensível e a energia dele me passava muita paz... Eu não queria dar corda para ele se enforcar e resolvi ser sincera. Abri o jogo mesmo. Falei pra ele que não queria me envolver, nem namorar, nem nada. Falei que estava triste, doente, cansada, de saco cheio de tudo e não queria ninguém na minha vida. Falei dos meus problemas, da loucura que estava minha vida. Gente, como dizia minha avó, eu joguei   t-o-d-o-s  os meus podres no ventilador. E pensei que era óbvio que ele ia desistir... qualquer pessoa normal desistiria... mas ele me olhou, sorriu e perguntou se eu queria carona no dia seguinte pra voltar do trabalho a noite.
Eu dava aulas a noite num colégio lá onde Judas perdeu as meias, pois as botas ele havia perdido vários quilometros antes... e ele se oferecia todos os dias para ir me buscar. E só não ia quando eu inventava que tinha outra carona e voltava de ônibus mesmo... a escola era muito longe e eu não me sentia bem dele ir lá todos os dias...
Ele me ligava, eu sussurrando respondia: Estou na biblioteca estudando, depois te ligo.
Ele ficava com o telefone na mão esperando eu ligar... e cri cri cri... no dia seguinte ele me ligava de novo!
Gente, ele foi muito persistente, mas persistente e não insistente! Ele nunca foi chato, grudento nem pegajoso... Era tão bom estar com ele que isso me dava mais medo ainda!
Não, não, não, não! Eu não posso me apaixonar!!!! Eu não vou me apaixonar...

Continua no ato 5...

Beijão
Lud

PS. Que bom que estão gostando da nossa história em sete atos... Adoro os comentários de vocês! =)

14 comentários:

Rebeca disse...

Nossa, você "torturou" mesmo esse menino! Não foi à toa que vai dar em casamento! Parece que homem gosta de sofrer! hehehe. Bjos.

Anne Andrade disse...

Tadinhoooooo Ludi! Você foi malvada com ele!
to doida pra ler o resstooo! :D

Beijos!

Luanna disse...

Que lindaaaa sua historia....
Meu noivo tambem foi muiiiiiiiiiiito persistente...e hoje agradeço a Deus que ele tenha sido assim..hehe

parabens!

beijosss

Luanna (finalmentenoivaa.blogspot.com)

Alana Tenório disse...

Que menina máá!! hahaha.. brincadeira... =)
tô adorando a historia de vcs!
bjus

News Cerimonal disse...

kkkkkk....

morendo de rir das suas peripéciasssss...

bJSSS

Lucimeire disse...

Uma amiga me disse que quando as coisas tem que acontecer, o universo conspira a favor, mesmo quando nós tentamos estragar tudo...
Ele é o homem da sua vida Lud...
Bjs

Taty disse...

rs adorei
Conta maissss

Bjus

Taty

Jessica Araujo disse...

Lendoo tudinhooooo...
Auaua...eu achei q soh eu tinha uma historia engraçada...hehhe

E como vc ... não queria me apaixonar...hehe

E aqui estou eu a 30 dias do meu casamento e apaixonadissima...hehhe

Janaína Queiroz disse...

Lud que Princípe!!!! Linda história!!!

Estou adorando!

Bjinhos

janeewesser.blogspot.com

Iara disse...

gêmea como não apaixonar??? se fosse um filme ja estariam todas amando o galã!! kkk
e tem selinho pra vc lá no blog!
bjim

Fabi disse...

Concordo com a Iara! apa de ouro esse hein???
E é claro que quero ler o ato final no dia do casório... Quer inspiração melhor para um casamento do que um final feliz???
Beijocas

Cris disse...

Nuss que história linda
Bjs

Marcela Lima disse...

Ai que liiindooo esse noivinho!!! Mto fofo!!!
Uma das táticas do Edu na fase de conquista era tb me dar carona na volta do trabalho hahaha
Detalhe que eu morava num bairro que não tinha nada a ver com o caminho que ele fazia pra ir pra casa hahahah.
Tô curiosa!!! Conta logo o resto!!!
bjsss

Rosi Silva disse...

coitadinho do noivo louco pra te fazer feliz de ver .. que bom to amando esses atos viu..a história super fofa Deus coloca as pessoas certas nas nossas vidas no momento certo.. e Deus te presenteou com o seu Amorzinho*


beijos ansiosa pelo 6 ato!

Postar um comentário